Dedo de prosa com a Escola Agro – #8

Olá, gostaríamos de compartilhar contigo algumas notícias e informações relevantes do agronegócio. Boa leitura.

Durante reunião do G20, EUA e China concordaram com trégua de 90 dias: Durante a reunião do G20, a China e os EUA concordaram em não aplicar tarifas adicionais, em um pacto que interrompe a escalada da guerra comercial, e ambos buscam resolver as divergências em novas negociações. O objetivo é construir um acordo dentro de 90 dias, caso contrário, ambos sinalizaram que as tarifas de 10%, serão elevadas para 25%. O desenrolar desta negociação exige atenção de todos, sobretudo de quem trabalha com a soja, pois essa negociação vai direcionar o mercado daqui para frente.

Peste suína na China pode comprometer 10% da produção do país: A China corre um risco real de liquidar parcela relevante de seu rebanho devido ao surto do vírus da peste suína africana que atingiu o plantel do país, podendo chegar a 10% de toda a produção de carne suína. Se o cenário se confirmar, o mercado agrícola pode sofrer vários efeitos colaterais. No Brasil, os reflexos seriam positivos para os frigoríficos, no entanto, uma redução na produção de carne chinesa poderia afetar as exportações da soja. 


Poder de compra do suinocultor aumenta: Os preços do suíno vivo continuam em alta no mercado interno diante da menor oferta de animais para abate, bem como com a demanda mais aquecida por parte da indústria. A valorização está superando, inclusive, as verificadas para os principais insumos que compõem a ração (milho e farelo de soja). Esse contexto tem garantido aos produtores paulistas e catarinenses significativa melhora no poder de compra frente a esses insumos.


Diesel da Petrobras tem menor valor desde março: A Petrobras anunciou uma redução de 15,3% no preço médio do diesel praticado em suas refinarias e terminais, em linha com as novas referências do programa de subvenção do governo, divulgadas pela reguladora ANP. A redução ocorre em meio a um cenário de preços do petróleo mais baixos no mercado internacional, dadas a ampla oferta mundial e a perspectiva de demanda enfraquecida.


Redução no déficit comercial de lácteos: Já faz 10 anos que a balança comercial de lácteos no Brasil apresenta déficit, no entanto, no acumulado de 2018 já houve uma redução de 16,1%, frente ao mesmo período do ano anterior. O leite em pó foi o principal produto importado, mas apesar do volume total no ano ter sido menor, no mês de out/18 as compras voltaram a crescer devido à desvalorização cambial em nossos principais fornecedores, Argentina e Uruguai, o que tornou o preço importado mais competitivo frente ao nacional. Com isso, nos próximos meses a expectativa é de que as importações voltem a ser mais elevadas.


Muita chuva para os próximos dias no Centro-Norte do país: Segundo o Inmet, para os próximos 15 dias há uma tendência de muitas chuvas em todo o Centro-Norte do Brasil que devem ser bem distribuídas, com um volume considerável principalmente no início da semana. Esse padrão meteorológico demanda atenção quanto ao desenvolvimento da soja, já que pode reduzir as taxas fotossintéticas e elevar a pressão de ataque de doenças. Por outro lado, na região Sul, a tendência é de breve redução dos volumes.

× Tenho dúvidas!