Dedo de Prosa: Fethab impacta preços de commodities, confira!

Dedo de Prosa

China propõe aumentar importações de produtos norte-americanos: A China apresentou um plano de compras de seis anos para incrementar as importações dos EUA, com o objetivo de reconfigurar as relações entre os dois países. A notícia provocou um rali em Wall Street, fazendo com que os principais índices de ações se encaminhavam para uma quarta semana de ganhos, em parte devido ao otimismo de que as duas potências econômicas entrem em um acordo comercial.


Logum pretende expandir duto de etanol para Centro-Oeste: A empresa Logum, que opera o único duto de etanol do Brasil, pretende expandir o sistema para o centro do país, a fim de abraçar mais usinas. A empresa também pretende alcançar a nascente indústria de etanol de milho, dado aos novos incentivos aos biocombustíveis que entram em vigor em 2020 e deverão ajudar a impulsionar a demanda por etanol.


Ferrogrão está mais próxima de sair do papel: O projeto da ferrovia Ferrogrão, que pretende ligar o interior do MT até o porto de Miritituba, no Pará, seguindo o caminho  já traçado pela BR-163, está mais próximo de sair do papel. Esta semana foi concluído relatório com os resultados das audiências públicas que começaram em 2017 e agora, estão sendo feitos os ajustes no projeto com base nos apontamentos das audiências. O objetivo é potencializar este corredor de escoamento de commodities agrícolas produzidas no interior do Mato Grosso.


Excesso de chuva na Argentina preocupa a safra de soja: De acordo com a Bolsa de Comércio de Rosario (BCR), a grande quantidade de chuvas na última semana na Argentina, agravou as condições da soja de primeira etapa na Zona Núcleo do país. O maior problema está nos campos mais baixos e planos, que possuem mais dificuldade para escoar a água. A situação exige atenção quanto aos possíveis impactos nas cotações do grão; caso a situação persista, por isso, fique atento!


Colheita de soja segue adiantada no Brasil: Segundo a AgRural, a colheita de soja da safra 2018/19 no Brasil avançou para 6,1% da área total, bem acima do 0,8% visto no mesmo período do ano passado e do 1,2% na média de cinco anos. Mato Grosso avançou nos trabalhos de campo e agora lidera a colheita, com 12,8% da área colhida. Com condições climáticas favoráveis, também  tem avançado a semeadura da segunda safra.


Pequenos produtores podem ser os mais afetados pelo Fethab: O Imea realizou uma análise da evolução da cobrança do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) em MT, mostrando os possíveis impactos da nova proposta do governo no setor agropecuário. A conclusão do instituto é de que os pequenos agricultores e pecuaristas vão ser os mais afetados se o aumento da alíquota for confirmado.


Governo de MT quer elevar alíquotas do agronegócio: O governo mato-grossense está propondo novas alíquotas e ampliando o leque de commodities que passarão a pagar o Fethab, um imposto que tem gerado insatisfação dos produtores. De acordo com os cálculos do Imea, o impacto das novas tarifas sobre o preço da soja, tomando como base os valores de 2018, é de 3,8% e nas margens líquidas chega a 28%. Além da oleaginosa, estarão na lista das cobranças: algodão, gado em pé, madeira, milho, cana-de-açúcar e carne.

Menu